sexta-feira, julho 20, 2007

Orkut, esse mundo estranho …

A primeira vez que me enviaram um convite para ingressar no Orkut eu deletei. Meu pensamento prático me fez imediatamente pensar: Que merda é essa? Após o quinto convite recebido de uma amiga eu assumi minha imbecilidade internética e tive coragem de perguntar pra que servia essa merda. E lá me ingressei.
A primeira impressão quando se entra no Orkut é estranha, a gente sai andando por todos os lados tentando entender o que se passa, olhando pra tudo, lendo de tudo. Quando você realmente se convence de que não existe nada de bom para se fazer lá dentro, heis que aparece quele velho amigo do ginásio que você não via há decênios e te manda uma mensagem: “Véi !!! Você por aqui? O que tem feito na vida?” pronto, é o princípio do fim. Voce encontra aquela antiga trepada, a menina de tranças que sentava na primeira carteira da escola, o amigão do futebol das quartas a noite, a familia inteirinha, aquele primo que virou veado e sumiu, o amigo do vizinho do teu cunhado, e por aí vai. Seu “network” começa a ser incrementado dia-a-dia. O próximo passo é começar a escrever recados (scraps) nas páginas pessoais de seus amigos com uma certa frequência. Não precisa ter muita criatividade não, basta um “E aí, como vai a vida?” que a função foi cumprida.
Daí então você descobre o maravilhoso mundo das comunidades, encontra gente que pensa ou passa pelas mesmas situações que você, descobre que não está mais sozinho no mundo e, “Pééééééééé”, nessa hora o alarme deveria disparar. Mas não dispara..., você começa a participar de várias ao mesmo tempo, todos os dias voce descobre novos grupos, o contador de comunidades nas quais você participa não pára de crescer e você passa horas para encontrar aquela do “Já espirrei comendo arroz” ou “O Pikachú é meu amigo” perdida no meio de suas cem comunidades inúteis só para poder iniciar um novo tópico. O caminho para a auto-destruição agora é quase certo. Voce não mais cagará pelas manhãs sem antes ler todos os seus novos “scraps”, entre uma trepada e outra voce inventará desculpas para ir checar os comentários sobre o seu novo tópico na comunidade “Eu bati no Zozó”. Sair com os amigos nem pensar, primeiro você tem que responder os cinquenta scraps diários e ainda passar na pagina pessoal daquele otário que te ofendeu e mandá-lo tomar no cú.
Sua vida se atolará nesse limbo até o dia que você se questionar se existe vida após o Orkut. Você nem se lembra mais dela antes de ter escolhido uma frase de efeito e fotos transadas para montar o seu perfil e mostrar pras pessoas o quanto você é cool.
Pois hoje acordei invocado e cometi um ato que imaginei ser impossível: me defenestrei de todas as comunidades que eu participava ou não. Só não cometi “orkuticídio” pois ainda consigo enxergar o lado positivo de tudo isso: manter o contato com meus amigos novos e antigos, familiares e pessoas que aprecio. Por enquanto ainda sinto um certo vazio, uma dor n’alma e um medo de seguir a vida sem o diz-que-me-diz diário na qual eu ficava jogando fora o meu preciosíssimo tempo. Enfim, com licença que eu tenho que ir recuperar todo esse tempo perdido. Comemorarei essa nova fase tomando uma boa cervejada de sexta, afinal, o álcool é o Gelol da alma e essa dorzinha vai acabar por desaparecer rapidinho...

11 Comments:

At 3:54 PM, Blogger priscila said...

É isso aí Joe! Tbem tenho que repensar minha participação no orkut...

 
At 4:10 PM, Blogger Nanda said...

O máximo... É exatamente assim que eu me sinto... Por mais que eu acorde cada vez mais cedo prá trabalhar, sempre, sempre chego atrasada porque tenho que dar uma olhadinha nos meus scraps....
Beijinho

 
At 5:23 PM, Anonymous Camilinha nx zERO said...

NaOOOoW jOE naUm vah EMboRah DU ORkUt Eu prECISu ki vOCI FIkE eU goStU di FIcah OLhanU AxXx SUAxXx fOtinHuxXx fOfUxXxaxXx (alIAIxXx Ce tAh pRECiSanu REnovaH U sEu ALbUm apESaH dI Eu aDOrah a foTEENHaH DAh tAtOW) mAxXx naUm kOMETAh OrCUtICIDIu POR FAVooOOoR mEu fOFuxXxu GOsToSauM QdU vC vAI Vi NoVAMNetI aU brAsIu mEu iDOLU KariSMATICU JOeBAXX TExXx]aU

 
At 7:18 PM, Blogger SophieStickee said...

Incrível ver como foi possível passar tanto tempo grelhando os neurônios num troço desses, né? "Liberação, liberação, fini le temps de la prison" :o)

Tereza (Bruxelas)

 
At 11:47 PM, Anonymous solange said...

Joe é uma pena sempre gostei de ler as suas críticas com o seu humor irreverente! Vou sentir falta! Bjks Solange

 
At 9:06 PM, Blogger silvia said...

agora fiquei triste! nao vai mais ter graça ler os comentarios na comunidade... seus comentarios é que davam vida aos topicos buuuuaaaaaaaaaaaa.
bom mas ainda posso ler suas besteiras por aqui!
beijocas.

 
At 10:36 PM, Anonymous Anônimo said...

Joey!
First, curti muito o post sobre Flash Gordon...nunca vi o filme, mas a música é inesquecível. Um adendo - outro ator famoso do filme foi o Timothy Dalton, fio! Ex-007!!
Entonces, uma cereja do bolo de m*** que está virando esse lance dos aeroportos é a manifestação de júbilo do meu ex-professor de História Contemporânea da Unicamp, Marco Aurélio Garcia - não sei se vc ficou sabendo. Dá um look em : http://www.youtube.com/watch?v=H9s1GSMY8OA
Banzai!!!!!!!!!!!!!!
bjs
Karina

 
At 5:26 AM, Blogger Guilherme said...

Cara, vim aqui pra comentar o post e dizer "Bem vindo ao clube dos nao alienados q nunca respondem mensagens do orkut e passam por ingrato" (Soa como um bom nome para uma comunidade, nao?)
Enfim... antes de escrever o meu comentario eu li os comentarios anteriores... Eis entao que essa menina, Camilinha Nx Zero, mudou o rumo dos meus objetivos, fazendo-me esquecer sobre o que raios era o post. Isso deve ter demorado pacas Parabens Camilinha Nx Zero!

 
At 7:11 PM, Anonymous Terapia said...

Bem, se algum dia cometer o orkutcídio, venha fazer parte dos orkuteiros anônimos, ex viciados em recuperação, que se contentam em ter notícias dos amigos apenas por email e que voltaram a blogar pra não ter crise de abstinência.

Não sei pq, mas essa Camilinha 'SIMPLISMENTE' me lembrou a Maligna. Lembra dela, lembra dela?

Bjocas.

 
At 2:27 AM, Blogger JU said...

Lembro que quem me explicou o que era Orkut foi você. Que coisa, não é mesmo?!
A explicação era algo do tipo: 'é um site que um idiota americano inventou e os brasileiros adoraram e não param de falar nisso'. Talvez não tenham sido essas as palavras, mas 'idiota' vc falou mesmo.Talvez a ordem tenha sido 'um americano criou e brasileiros idiotas...'. Isso já não importa.
Jussara entra no Orkut, como todos brasileiros.E no sub-emprego, naquele restaurante em Londres, pergunta aos colegas de outros países:
"- Have you got Orkut?"
"- OR...what?"

É! Só os brasileiros gostaram.


Beijos.Saudades.

 
At 11:34 PM, Blogger luana said...

oi eu me chamo luana adoro vcs
eu e minhas amigas es´peramos ver voces aqui en ituporanga sc, onde acomtece afesta da cebola.
amo voces
conto com voces aqui
bjxxxxxxxxx

 

Postar um comentário

<< Home