segunda-feira, janeiro 07, 2008

Finalizando (Ufa!) os tópicos sobre o Egito:

10 curiosidades que você nunca quis saber sobre o Egito e mesmo que quisesse não haveria um filho-da-puta para voce perguntar:

01- No Egito, prepare-se para ser extorquido 24h/24h, 7 dias por semana. O primeiro tunga já começa na alfândega aeroportuária, quando temos que pagar pelo visto de entrada. Aí voce será enrolado na taxa de câmbio e quando parar pra conferir a merda será tarde demais para reclamar. Depois te enrolarão nas lojas, nos mercados, nos bares, no hotel, no taxi, enfim: aceite, voce será roubado em tudo !

02- O egípcio não limpa o cu com papel. Todos os sanitários possuem uma mangueirinha nojenta para lavar o rabo. Sinal que aquele tio que está preparando o seu kebab com as mãos saturadas de coliformes fecais tem o cu limpinho.

03- Esqueça as filas. Elas não existem no Egito. Para comprar um bilhete de metrô, por exemplo, você terá que se misturar na muvuca, lutar pela sobrevivência e, quando estiver perto do guichê, ser rápido no gatilho exibindo a grana e gritando quantos bilhetes você vai querer. Me saí bem nesse quesito. Aliás, eu me dei bem em todas as tarefas que exigiam um cunho de selvageria.

04- Não importa onde você coma, você terá uma caganeira ardida desde após a primeira refeição até o seu avião decolar de volta pra casa. Eu comi coisas que o corpo humano não foi projetado para processar e tive uma erupção de óleo negro por vários dias.

05- O Egito é o inferno dos bêbados. Pouquíssimos bares possuem licença para vender alcool e encontrá-los é uma arte a parte. Encontrei algumas lojinhas que vendiam cervejas e destilados mas têm-se que ir beber no hotel. Se te pegarem bêbado na rua é “expresso da meia-noite” no ato.

06- O Egito é o inferno dos comedores. A mulherada se esconde dentro de seus véus, burkas e só dá para procriar. Dizem ainda que elas ficam entoando cânticos para Alah durante todo o ato. Eu peguei um bumba cheio de Samiras dentro, num calor de 40 graus no deserto, quase morri com o cheiro do smegma. Aconselho a não arriscar.

07- Atravessar as ruas do Cairo exige técnica apurada e muito treino. Sugiro que não se tente atravessar uma avenida logo de cara. Comece por ruas menores e vá aumentando o grau de dificuldades. O desafio final pode ser em qualquer avenida que saia da praça El Tahrir. Se você não morrer, parabéns! (eu vi um tio atravessar uma vaca de uma tonelada nessa avenida, certamente ele devia ser faixa-preta décimo dam em atravessar ruas)

08- Visto que quase ninguém fala inglês ou qualquer outra língua que não seja o árabe, você será obrigado a reviver o Marcel Marceau que existe dentro de você. Minhas melhores mímicas foram para comprar papel-higiênico e inseticida. Um show de representação.

09- Você se perderá o tempo todo já que quase todas as placas de rua estão escritas em árabe. Pior, ninguém saberá te ajudar pois mesmo mostrando o mapa para o cidadão é pouco provável que ele entendenda o alfabeto ocidental. Sente e chore, Alah sempre manda a salvação.

10- Você terminará a viagem exausto, desidratado, com o cu assado de tanta diarréia, com os pés escamados pela fina areia que impregna todo, louco para tomar uma cerveja e dar uminha. Apesar de tudo você voltará apaixonado por essa terra de loucos e começará a planejar sua próxima estadia onde Ramsés perdeu as botas.

Bom, finalmente com este post encerra-se a saga na terra de Alah. Próximo destino: Faixa de Gaza e Territórios ocupados. Não sossego enquanto não traçar uma mulher-bomba com burka e tudo.



Pirâmide de Miquerinos, a minha preferida. Acho que é por causa do racho vertical que ela ostenta na face norte e que me fez lembrar de uma xoxota invertida

9 Comments:

At 7:57 PM, Blogger Katchatcha said...

...e o qué que tem no inferno dos bêbados?

hahahaha. Beijo no cu assado pra sarar.

 
At 8:33 PM, Anonymous Elaine said...

Compra hipoglós ou passa óleo de peixe ou óleo de fígado de bacalhau...bárbaro

 
At 8:39 PM, Anonymous elaine said...

Leva omeprazol p tomar em jejum...e algo p reforço do teu fígado, lógico...mais dicas em pvt.

 
At 8:42 PM, Blogger Joe Bass said...

Xis, não existe nada que alivie a caganeira egípcia.
O nosso corpo simplesmente não foi feito para processar a podreira que eles comem.
Mas foi bem simpática a sua colocação.

Beijos

 
At 5:43 PM, Anonymous Xis said...

Vc sabe que um cu assado a mais nao faz diferença....rsrsrs saudades tutamcamicas.

 
At 11:05 PM, Blogger Lôca said...

Acho digno lavar a bunda com chuveirinho..
P.S: estando minha coleguinha incomunicavel, pergunto sobre a gasolina depois...

 
At 9:01 PM, Blogger priscila said...

hahaha, xoxota no Egito só podia ser mesmo uma miragem no deserto hohoho.

 
At 7:37 PM, Anonymous Anônimo said...

CHINGA CHINGA CHINGA MAIS VOUTA!
As anaufabetas

 
At 7:09 PM, Anonymous Terapia Coletiva said...

Gente, esse último comentário me lembrou a saudosa Maligna.

 

Postar um comentário

<< Home